01/05//2018 0h

Mulheres a serviço da Igreja de Cristo!

Artigo de nosso bispo diocesano, publicado originalmente na Revista 'Elo' do mês de maio de 2018

Queridos irmãos e irmãs, saudações em Cristo Jesus.

Neste mês de maio, Mês Mariano, quero saudar todas as mulheres, mães e as mulheres jovens, e ressaltar seu valor e sua importância na vida e serviço da Igreja de Cristo em nossas Comunidades, Paróquias, Dioceses etc. através das Pastorais Movimentos, Serviços e Organismos.

No Antigo Testamento, as mulheres contribuíram muito na vida cotidiana, junto ao Povo Eleito. Algumas delas se destacaram nos textos bíblicos do Antigo Testamento como Rute, Judite, Ester e a profetisa Ana, que vivia no Templo. Tantas outras mulheres até chegar em Izabel, a mãe de João Batista, o precursor do Messias. E a cheia, plena da graça de Deus, Maria, a Mãe de Jesus e nossa Mãe.

No tempo de Jesus, em sua vida pública, muitas mulheres o ajudavam nos mais variados tipos de serviços: divulgando o messias, ajudando nas lidas diárias, financeiramente etc.

Dando um salto bem grande na história da Igreja, do tempo de Jesus para hoje, quantas e quantas mulheres continuam colaborando com a obra da Salvação: coordenando comunidades, pastorais, movimentos, serviços e organismos. Em muitos destes, uma grande parte são formados e conduzidos por mulheres. Nos trabalhos da catequese são mais de 80% delas nesta obra tão bonita, evangelizando os novos cristãos para a Igreja de Cristo. Nos mais variados ministérios, sempre as mulheres estão nos trabalhos ajudando, inclusive nas lideranças.

Nos trabalhos sociais quantas mulheres avós, mulheres mães, mulheres jovens se doam para essas missões. Aqui vale a pena destacar a Pastoral da Criança pelo Brasil a fora. Mais de 90% são mulheres que passamrem de casa em casa, para ajudar as mães carentes a cuidarem de seus filhos. Despertá-las à consciência de um a vida mais feliz, cuidar da saúde das suas crianças. Elas passam por vielas, favelas, embaixo de uma árvore. Não tem tempo ruim.

Outra Pastoral Social que tem muitas mulheres é a Pastoral Carcerária. Quantas mulheres mães deixam seus lares para irem até o presídio, levar uma pouco de alegria, da Palavra de Deus e refazer os laços familiares daquele detento com sua família. A estatística aponta, quase 90% desse trabalho da Pastoral Carcerária são realizados por mulheres e mães.

Assim, chega-se a dizer que há uma relação maternal nestes trabalhos mais complexos mencionados, e tantos outros que não citei aqui, onde a mulher mãe tem mais habilidade, sensibilidade para lidar com as dificuldades, com o sofrimento e assim auxiliar na mudança de vida, na conversão de tantas pessoas. Que a Graça de Maria celebrada neste mês de Maio, o mês Mariano, abençoe e continue ajudando, motivando e abençoando cada mulher na sua vocação e missão de contribuir com expansão do reino de Jesus Cristo no mundo, em nosso meio.

Maria, mãe de todas as mulheres: Rogai por nós!

Dom Henrique A. de Lima, CSsR

Bispo Diocesano de Dourados

Artigo publicado originalmente na Revista 'Elo' do mês de abril/2018


Envie seu Comentário