06/03/2017 07h10

Campanha da Fraternidade 2017 é aberta em nível diocesano na Catedral

Com o tema "Fraternidade: biomas brasileiros e a defesa da vida", este ano, a Campanha busca alertar para o cuidado e o cultivo dos biomas brasileiros: Cerrado, Mata Atlântica, Caatinga, Pampa, Pantanal e Amazônia.
Cartaz da CF 2017 sendo levado ao altar no inicio da celebração na Catedral Imaculada Conceição de Dourados. Cartaz da CF 2017 sendo levado ao altar no inicio da celebração na Catedral Imaculada Conceição de Dourados.

Depto. de Jornalismo

Foi aberta oficialmente na Diocese de Dourados, a Campanha da Fraternidade 2017 (CF 2017), durante uma linda celebração na tarde de domingo (05/03) na Catedral de Dourados. Dom Henrique presidiu a Santa Missa, na companhia do padre Crispim, pároco da Catedral que acolheu a todos no início da celebração. Também inúmeros padres, diáconos, seminaristas, religiosos, religiosas e todo o povo de Deus estiveram presentes.

Ao início, a Santa Missa era pra ser celebrada na Praça Antônio João em frente a Catedral. Com receio de chuva, a organização viu por bem, celebrar dentro da Catedral. Durante a Santa Missa, foi apresentada no ato penitencial um pequeno teatro falando sobre nosso consumismo onde deixamos de lado a criação e a defesa da vida, pensando somente em nós mesmos. Dom Henrique partilhou sobre a sabedoria da Igreja ao criar a CF, ressaltando que em nossa Diocese, predomina três biomas: Pantanal, Cerrado e Mata Atlântica.

Dom Henrique durante celebração que marcou a abertura da Campanha da Fraternidade na Diocese de Dourados. Foto: Estanislau Sanabria/RC Dom Henrique durante celebração que marcou a abertura da Campanha da Fraternidade na Diocese de Dourados. Foto: Estanislau Sanabria/RC

Com o tema "Fraternidade: biomas brasileiros e a defesa da vida", este ano, a Campanha busca alertar para o cuidado e o cultivo dos biomas brasileiros: Cerrado, Mata Atlântica, Caatinga, Pampa, Pantanal e Amazônia. Além disso, enfatiza o respeito à vida e a cultura dos povos que neles habitam. O lema escolhido para iluminar as reflexões é "Cultivar e guardar a criação (Gn 2, 15)".

Fotos: Estanislau Sanabria/RC


Envie seu Comentário