09/07/2018 09h52

Pelo 8° ano missão UNIVIDA chega nas aldeias de Dourados

Uma das dimensões do trabalho desenvolvido pela Pastoral Universitária da Diocese de Jales/SP tem como objetivo principal ser presença da Igreja no ambiente universitário e contribuir na formação humanística desses futuros profissionais para que façam a diferença na construção de um mundo mais justo e fraterno.

Da redação

Pelo 8° ano jovens universitários da Associação Humanitária Universitários em Defesa da Vida, UNIVIDA, da Diocese de Jales (SP), foram acolhidos na Aldeia Indígena de Dourados para uma semana de missão com os irmãos e irmãs indígenas.

Vindos em ônibus acompanhado de caminhões carretas lotadas de mantimentos, vestuário e utensílios, a comitiva que saiu de Jales, interior de São Paulo, desembarcou na manhã de sábado, 07/07, com mais de duzentos universitários que iniciaram de imediato atendimento, odontológico, médico, jurídico e alimentação.

Eles ficarão até 13 de julho, na Reserva indígena de Dourados . Na oportunidade a comitiva foi recepcionadas por centenas de pessoas, entre eles Dom Henrique Aparecido de Lima, bispo da diocese de Dourados, que presidiu uma missa na noite de domingo(08/07).

Também marcaram presença os padres Otair Nicolletti, Marcos Roberto e Benjamim o diácono Erismar Pitarello, responsável pelo projeto na Diocese de Dourados e seminaristas.

A missão UNIVIDA conta também com a presença dos padres Eduardo Lima e Juliano Todesko, fundadores da missão Univida.

A Rádio Coração esteve presente, na pessoa da sua diretora artística Ozair Sanábria e juntamente com seu esposo, Estanislau Sanábria. que realizou o registro fotográfico. O evento também contou com o apoio da prefeitura municipal de Dourados na pessoa do secretário de cultura Jorge Augusto Ramos Lopes, o Peu, e pelo Dr. Upiran Jorge Gonçalves da Silva, promotor de Justiça aposentado,e secretário de Educação.

As Missões 'UNIVIDA' são uma das dimensões do trabalho desenvolvido pela Pastoral Universitária da Diocese de Jales/SP e tem como objetivo principal ser presença da Igreja no ambiente universitário e contribuir na formação humanística desses futuros profissionais para que façam a diferença na construção de um mundo mais justo e fraterno.


Envie seu Comentário